Crédito imobiliário cai 30,7% em 2015 até novembro

Volte para a lista de notícias
Cynthia Decloedt
2016-01-10


SÃO PAULO - Entre janeiro e novembro de 2015 foram destinados R$ 70,8 bilhões para aquisição e construção de imóveis, resultado 30,7% inferior ao apurado no mesmo período do ano passado, informou nesta quarta-feira, 23, a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Em novembro, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis totalizou R$ 4,1 bilhões, inferior em 12,9% ao volume registrado em outubro. Em comparação com o mesmo período do ano passado, observou-se queda de 54,5%.

Em 12 meses até novembro, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis com recursos das cadernetas de poupança do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) alcançou o montante de R$ 81,4 bilhões, queda de 27,6% em relação ao apurado nos 12 meses precedentes.

Em termos quantitativos, foram alocados recursos para aquisição e construção de 18,1 mil imóveis em novembro, 56,4% inferior ao apurado no mesmo mês de 2014. Comparado a outubro, houve queda de 11,5%. Entre janeiro e novembro deste ano, foram financiados 319,6 mil imóveis, recuo de 34,6% em relação a igual período de 2014. Nos últimos 12 meses, até novembro, foram financiados 369,2 mil imóveis, indicando retração de 31,6% em relação aos 12 meses precedentes.

As cadernetas de poupança dos agentes financeiros do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) registraram saques em novembro que superaram os depósitos, mas o mês foi marcado pelo menor número de saídas. Essa relativa melhora da captação líquida foi influenciada pelo recebimento de parte do 13º salário dos trabalhadores assalariados. Entre janeiro e novembro de 2015, a captação líquida ficou negativa em R$ 54,9 bilhões, diz a Abecip.